Brasil


Igreja do Bonfim ganha rampa para portadores de necessidades especiais

A Tarde On Line

A Igreja do Bonfim, uma das mais tradicionais da Bahia, conta desde o domingo, 10, com uma rampa de acesso para portadores de necessidades especiais. A obra cumpre as determinações da Lei de Acessibilidade, como é conhecido o Decreto-Lei 5.296, de 2 de dezembro de 2004.

A legislação regulamenta o atendimento às necessidades específicas de pessoas portadoras de deficiência no que se refere a projetos de natureza arquitetônica e urbanística, de comunicação e informação, de transporte coletivo, bem como a execução de qualquer tipo de obra, quando tenha destinação pública ou coletiva.

A igreja que ficou conhecida pela tradicional lavagem das escadarias que já ocorre há mais de 260 anos, onde baianas lavam com água de cheiro os seus degraus, foi erguida a partir de 1745, ano em que chegaram as imagens do Senhor Jesus do Bonfim e de Nossa Senhora da Guia, trazidas de Portugal. A obra foi concluída em 1772.

OBS:Pra que rampa ??? Todo nós sabemos que o bondoso e todo poderoso deus cura deficientes físicos(amputados, aidéticos etc.).

Anúncios

Historiador diz que 150 mil alemães de origem judaica engrossaram exército de Hitler

RIO – O soldado Wolfram Günther serviu em uma unidade de artilharia Wehrmacht na frente do leste, e em um só dia destruiu vários carros de combate russos, merecendo a honraria da Cruz de Ferro. O capitão Klaus von Schmeling-Diringshofen comandou centenas de homens na Polônia, onde morreu. Teve enterro com pompas. O piloto Sigfried Simsch derrubou 95 aeronaves inimigas e ganhou a medalha Cruz de Cavalheiro. Bernahrd Rogge ficou conhecido como um dos capitães mais efetivos nos ataques contra navios dos Aliados, tendo suas façanhas no comando do encouraçado Atlantis contadas até em filme.

O que esses homens têm em comum? Todos engrossaram as forças de Adolf Hitler e combateram durante a Segunda Guerra Mundial. E o surpreendente: todos tinham origem judaica, às ordens do seu pior inimigo.

De acordo com o historiador americano Bryan Mark Rigg, enquanto milhões de judeus eram mortos em campos de concentração, militares com a mesma ascendência lutavam por seus algozes nazistas. No livro, “A tragédia dos soldados judeus de Hitler”, Rigg afirma que, no mínimo, 150 mil militares alemães durante o conflito tinham origem hebraica. Muitos acabaram sendo discriminados e expulsos do Exército, diz o autor, entretanto muitos outros tiveram papel de destaque. Um deles, identificado como Milch, chegou ao posto de marechal de campo. Outro, Helmut Schmoenckel comandou o submarino U-802. Até a temida Waffen SS (organização paramilitar ligada ao Partido Nazista alemão) teve um tenente coronel de família judia, segundo os estudos de Rigg.

No livro, Rigg esclarece que a maior parte das pessoas de origem judaica que combateram pela Alemanha o fez por não ter outra alternativa de sobrevivência no regime nazista. “Sabia que tudo o que eu fazia ia contra os meus interesses e os dos meus familiares, mas o que eu poderia fazer?”, explica no livro o cabo Richard Riess.

Apesar do ódio patológico contra judeus, Hitler, por outro lado, tinha uma visão utilitária desses militares. A eliminação deles poderia esperar o fim da guerra, já que estavam sendo úteis em muitas frentes de combate. Fritz Bayerlein, que tinha um quarto do sangue judeu, chegou a ser dispensado em 1934, mas acabou reincorporado a mando de Führer, que lehe concedeu uma licença especial para continuar comandando uma divisão de blindados Panzer Lehr. Foi condecorado com a Cruz de Cavalheiro.

Dep. Chico Alencar

Dep. Chico Alencar

Várias pessoas descontentes com a concordata do Vaticano com o governo brasileiro, que o presidente Lula assinou em 2008, enviaram mensagens por correio eletrônico para os deputados antes da votação que aconteceu na Câmara dos Deputados. Antes, a concordata consistia em delegar vários privilégios inconstitucionais para a Igreja Católica. Depois, evangélicos de alguns denominações (não todas) protestaram, mas não para derrubar o acordo, e sim para poder mamar nas mesmas tetas, então foi aprovada na Casa a lei geral das religiões. O projeto mais tarde passará pelo Senado.

Um dos poucos deputados a se lembrarem que a Constituição estabelece uma república laica foi Chico Alencar do PSOL do Rio de Janeiro (ver pronunciamento no fim deste post). Parece ter sido o único a responder os emails dos cidadãos indignados:

(mais…)

Autor: Jose L. Pedroso.
Perfil no Twitter: @jlpedroso

iurdxgloboSe existe algo realmente onipresente no Brasil, é a Globo. A rede carioca interfere, em graus diferentes, na vida de toda a população do país.

Exemplos disto não faltam: quem não se lembra da edição do debate Collor X Lula? Ou quem nunca sofreu para ver um jogo de futebol que começa quase às 23h, por causa da maldita novela? A Globo está lá, mexendo os pauzinhos, mesmo se você nunca a assiste.

É claro que com o poder, vêm os problemas. Todos adoram odiar a TV Globo. Quando a Globo erra, vira hit na internet; se algum programa a ultrapassa na audiência, todos comemoram. Torcer contra a Globo é um esporte nacional, o que não deixa de ser um paradoxo, já que a emissora quase sempre tem mais de 25% de audiência.

(mais…)

Fonte: Terra

Golpe da Piramide

Golpe da Piramide

A Polícia Civil de Goiânia investiga a suposta participação de pastores evangélicos em uma variação do golpe da pirâmide que usaria espaços de Igrejas para atrair fiéis para o esquema. O golpe teria origem nos Estados Unidos com o nome de Elite Activity e chegou ao Brasil em 2008, criando ramificações em seis Estados antes de chegar a Goiás há quatro meses. Pelo menos dois religiosos, um pastor e um diácono, foram presos durante as investigações.

Foram identificados religiosos suspeitos de pelo menos cinco Igrejas evangélicas: Assembléia de Deus, Luz para os Povos, Igrejas de Cristo, Chama Viva e Nas Asas do Altíssimo. Na quarta-feira foram presos o motorista Elias Pereira de Deus, pastor da Assembléia do Jardim Primavera, na região noroeste de Goiânia, e o comerciante Geraldo Alves de Carvalho, diácono do mesmo templo.

O delegado Waldir Soares de Oliveira, do 22º Distrito Policial (Jardim Curitiba), que começou a investigar o suposto esquema, disse que o inquérito foi aberto há duas semanas e é impossível agora dizer quantas pessoas podem estar envolvidas, ou mesmo quantas agiram de má-fé ou foram enganadas atraídas pela possibilidade de dinheiro fácil.

(mais…)

Fonte: G1

Lei obrigará deputados da Paraíba a ‘refletir’ sobre a Bíblia antes das sessões

Símbolo cristão em espaço público.

Símbolo cristão em espaço público.

Um projeto aprovado pelos deputados da Assembleia Legislativa da Paraíba fará com que antes de cada sessão os parlamentares tenham cinco minutos para “refletir sobre a Bíblia”.

Autor da proposta, o deputado Nivaldo Manoel (PPS) acredita que “a palavra de Deus ajudará a melhorar os ânimos” dos colegas para enfrentar os problemas no plenário.

“Às vezes são sessões acirradas, muito violentas, com muitas discussões pesadas. Então, acredito que a palavra de Deus possa melhorar um pouco os problemas que existem aqui no plenário”, diz o deputado, que já havia aprovado antes um projeto para que todas as sessões fossem abertas em nome de Deus e iniciadas com a leitura de um versículo bíblico.

(mais…)

Fonte: Correio Braziliense (12/07/2009)

Ensino Religioso3Ponto polêmico de um acordo assinado entre o Brasil e o Vaticano, atualmente sob análise do Congresso Nacional, o ensino religioso nas Escolas públicas brasileiras é uma espécie de caixa-preta

Ponto polêmico de um acordo assinado entre o Brasil e o Vaticano, atualmente sob análise do Congresso Nacional, o ensino religioso nas Escolas públicas brasileiras é uma espécie de caixa-preta. É a única disciplina que não se submete a orientações do Ministério da Educação (MEC).

(mais…)

Próxima Página »