Mídia


Eu soube, via Diário Ateísta, que o jornal Le Monde denunciou a proteção de um padre genocida (Ruanda) pela igreja na França. A igreja tem velha tradição de proteger criminosos. Que digam os senhores Paul Marcinkus, Erich Priebke, Josef Mengele e Ante Pavelic (etc.,etc. e etc.!!!). (nem falo dos padres pedófilos!). O escritor Michel Onfray já havia denunciado a cumplicidade da igreja com o massacre de Ruanda e a proteção aos padres envolvidos. O jornal The Guardian denunciou o encobrimento de um padre genocida pela igreja na Itália e a tentativa do Vaticano em frustrar o julgamento de padres genocidas.
Relembre a cumplicidade religiosa com o massacre.

PS: Só pra lembrar…. nenhum dos padres envolvidos no massacre foi punido, suspenso ou demitido pela igreja (ao contrário dos padres moderninhos… defensores do fim do celibato, camisinha etc.); Nenhum deles foi excomungado, ao contrário dos católicos pró-aborto e pró-eutanásia. Nenhum deles foi proibido de comungar, ao contrário dos católicos divorciados e recasados. Em suma, a igreja não adotou contra eles nenhuma das duras atitudes e pressões que costuma adotar contra os católicos (padres e leigos) que costumam se desviar 1 milímetro das normas papais vigentes!!! E essa mesma igreja ainda vem com a maior cara deslavada do mundo vir querer aporrinhar os outros, ficar condenando aborto, camisinha, governo X, religião X etc.

Igreja do Bonfim ganha rampa para portadores de necessidades especiais

A Tarde On Line

A Igreja do Bonfim, uma das mais tradicionais da Bahia, conta desde o domingo, 10, com uma rampa de acesso para portadores de necessidades especiais. A obra cumpre as determinações da Lei de Acessibilidade, como é conhecido o Decreto-Lei 5.296, de 2 de dezembro de 2004.

A legislação regulamenta o atendimento às necessidades específicas de pessoas portadoras de deficiência no que se refere a projetos de natureza arquitetônica e urbanística, de comunicação e informação, de transporte coletivo, bem como a execução de qualquer tipo de obra, quando tenha destinação pública ou coletiva.

A igreja que ficou conhecida pela tradicional lavagem das escadarias que já ocorre há mais de 260 anos, onde baianas lavam com água de cheiro os seus degraus, foi erguida a partir de 1745, ano em que chegaram as imagens do Senhor Jesus do Bonfim e de Nossa Senhora da Guia, trazidas de Portugal. A obra foi concluída em 1772.

OBS:Pra que rampa ??? Todo nós sabemos que o bondoso e todo poderoso deus cura deficientes físicos(amputados, aidéticos etc.).

Historiador diz que 150 mil alemães de origem judaica engrossaram exército de Hitler

RIO – O soldado Wolfram Günther serviu em uma unidade de artilharia Wehrmacht na frente do leste, e em um só dia destruiu vários carros de combate russos, merecendo a honraria da Cruz de Ferro. O capitão Klaus von Schmeling-Diringshofen comandou centenas de homens na Polônia, onde morreu. Teve enterro com pompas. O piloto Sigfried Simsch derrubou 95 aeronaves inimigas e ganhou a medalha Cruz de Cavalheiro. Bernahrd Rogge ficou conhecido como um dos capitães mais efetivos nos ataques contra navios dos Aliados, tendo suas façanhas no comando do encouraçado Atlantis contadas até em filme.

O que esses homens têm em comum? Todos engrossaram as forças de Adolf Hitler e combateram durante a Segunda Guerra Mundial. E o surpreendente: todos tinham origem judaica, às ordens do seu pior inimigo.

De acordo com o historiador americano Bryan Mark Rigg, enquanto milhões de judeus eram mortos em campos de concentração, militares com a mesma ascendência lutavam por seus algozes nazistas. No livro, “A tragédia dos soldados judeus de Hitler”, Rigg afirma que, no mínimo, 150 mil militares alemães durante o conflito tinham origem hebraica. Muitos acabaram sendo discriminados e expulsos do Exército, diz o autor, entretanto muitos outros tiveram papel de destaque. Um deles, identificado como Milch, chegou ao posto de marechal de campo. Outro, Helmut Schmoenckel comandou o submarino U-802. Até a temida Waffen SS (organização paramilitar ligada ao Partido Nazista alemão) teve um tenente coronel de família judia, segundo os estudos de Rigg.

No livro, Rigg esclarece que a maior parte das pessoas de origem judaica que combateram pela Alemanha o fez por não ter outra alternativa de sobrevivência no regime nazista. “Sabia que tudo o que eu fazia ia contra os meus interesses e os dos meus familiares, mas o que eu poderia fazer?”, explica no livro o cabo Richard Riess.

Apesar do ódio patológico contra judeus, Hitler, por outro lado, tinha uma visão utilitária desses militares. A eliminação deles poderia esperar o fim da guerra, já que estavam sendo úteis em muitas frentes de combate. Fritz Bayerlein, que tinha um quarto do sangue judeu, chegou a ser dispensado em 1934, mas acabou reincorporado a mando de Führer, que lehe concedeu uma licença especial para continuar comandando uma divisão de blindados Panzer Lehr. Foi condecorado com a Cruz de Cavalheiro.

A maioria dos livros de história,documentários etc. dizem que na 2GM a Polônia foi invadida somente pela Alemanha Nazi e URSS. Ledo engano!!! A Eslováquia do santíϟϟimo ditador padre Tiso (In nomine Patris et Führer…) foi a 3ª nação a invadir a católica Polônia( santa invasão!!).Mas por que a mídia não se interessa em falar disto?? Ah, já sei… deve ser pra não magoar os católicos…
A católica Slovakia invadiu com “Te Deum”,”Ave Maria”, “Pai Nosso”, missas etc. a católica Polônia. Certamente houve confraternização católica entre os eslovacos e polacos com as bênçãos de Tiso, que foi lá rezar missa pros irmãos polacos etc… tudo sob as bênçãos da $anta igreja. Os polacos, incluindo um tal de Karol Wojtyla, devem ter amado essa católica invasão com a graça divina e da virgem…
Já dizia o franquista arcebispo de Burgos(Espanha):
“Bem-ditos sejam os canhões, que das brechas que abrem vão florescer as flores do evangelho.”

Hitler e monsenhor Tiso, o santo líder eslovaco

segundo a mídia “livre”…sim … mas será verdade mesmo ???

OBS: desligue a TV…. pois ela te desinforma!!!!

Dep. Chico Alencar

Dep. Chico Alencar

Várias pessoas descontentes com a concordata do Vaticano com o governo brasileiro, que o presidente Lula assinou em 2008, enviaram mensagens por correio eletrônico para os deputados antes da votação que aconteceu na Câmara dos Deputados. Antes, a concordata consistia em delegar vários privilégios inconstitucionais para a Igreja Católica. Depois, evangélicos de alguns denominações (não todas) protestaram, mas não para derrubar o acordo, e sim para poder mamar nas mesmas tetas, então foi aprovada na Casa a lei geral das religiões. O projeto mais tarde passará pelo Senado.

Um dos poucos deputados a se lembrarem que a Constituição estabelece uma república laica foi Chico Alencar do PSOL do Rio de Janeiro (ver pronunciamento no fim deste post). Parece ter sido o único a responder os emails dos cidadãos indignados:

(mais…)

Autor: Jose L. Pedroso.
Perfil no Twitter: @jlpedroso

iurdxgloboSe existe algo realmente onipresente no Brasil, é a Globo. A rede carioca interfere, em graus diferentes, na vida de toda a população do país.

Exemplos disto não faltam: quem não se lembra da edição do debate Collor X Lula? Ou quem nunca sofreu para ver um jogo de futebol que começa quase às 23h, por causa da maldita novela? A Globo está lá, mexendo os pauzinhos, mesmo se você nunca a assiste.

É claro que com o poder, vêm os problemas. Todos adoram odiar a TV Globo. Quando a Globo erra, vira hit na internet; se algum programa a ultrapassa na audiência, todos comemoram. Torcer contra a Globo é um esporte nacional, o que não deixa de ser um paradoxo, já que a emissora quase sempre tem mais de 25% de audiência.

(mais…)

Próxima Página »