Mundo


Eu soube, via Diário Ateísta, que o jornal Le Monde denunciou a proteção de um padre genocida (Ruanda) pela igreja na França. A igreja tem velha tradição de proteger criminosos. Que digam os senhores Paul Marcinkus, Erich Priebke, Josef Mengele e Ante Pavelic (etc.,etc. e etc.!!!). (nem falo dos padres pedófilos!). O escritor Michel Onfray já havia denunciado a cumplicidade da igreja com o massacre de Ruanda e a proteção aos padres envolvidos. O jornal The Guardian denunciou o encobrimento de um padre genocida pela igreja na Itália e a tentativa do Vaticano em frustrar o julgamento de padres genocidas.
Relembre a cumplicidade religiosa com o massacre.

PS: Só pra lembrar…. nenhum dos padres envolvidos no massacre foi punido, suspenso ou demitido pela igreja (ao contrário dos padres moderninhos… defensores do fim do celibato, camisinha etc.); Nenhum deles foi excomungado, ao contrário dos católicos pró-aborto e pró-eutanásia. Nenhum deles foi proibido de comungar, ao contrário dos católicos divorciados e recasados. Em suma, a igreja não adotou contra eles nenhuma das duras atitudes e pressões que costuma adotar contra os católicos (padres e leigos) que costumam se desviar 1 milímetro das normas papais vigentes!!! E essa mesma igreja ainda vem com a maior cara deslavada do mundo vir querer aporrinhar os outros, ficar condenando aborto, camisinha, governo X, religião X etc.

Anúncios

A maioria dos livros de história,documentários etc. dizem que na 2GM a Polônia foi invadida somente pela Alemanha Nazi e URSS. Ledo engano!!! A Eslováquia do santíϟϟimo ditador padre Tiso (In nomine Patris et Führer…) foi a 3ª nação a invadir a católica Polônia( santa invasão!!).Mas por que a mídia não se interessa em falar disto?? Ah, já sei… deve ser pra não magoar os católicos…
A católica Slovakia invadiu com “Te Deum”,”Ave Maria”, “Pai Nosso”, missas etc. a católica Polônia. Certamente houve confraternização católica entre os eslovacos e polacos com as bênçãos de Tiso, que foi lá rezar missa pros irmãos polacos etc… tudo sob as bênçãos da $anta igreja. Os polacos, incluindo um tal de Karol Wojtyla, devem ter amado essa católica invasão com a graça divina e da virgem…
Já dizia o franquista arcebispo de Burgos(Espanha):
“Bem-ditos sejam os canhões, que das brechas que abrem vão florescer as flores do evangelho.”

Hitler e monsenhor Tiso, o santo líder eslovaco

segundo a mídia “livre”…sim … mas será verdade mesmo ???

OBS: desligue a TV…. pois ela te desinforma!!!!

Fonte: Diário Catarinense

Bento XVI definiu esses campos como "o inferno que se abre sobre a terra quando o homem esquece Deus e toma seu lugar" Foto:Maurizio Brambatti, EFE

Bento XVI definiu esses campos como "o inferno que se abre sobre a terra quando o homem esquece Deus e toma seu lugar" Foto:Maurizio Brambatti, EFE

O papa Bento XVI disse hoje que os campos de concentração nazistas, como qualquer campo de extermínio, podem ser considerados “símbolos extremos do mal”, durante a reza dominical do Ângelus na residência de verão (hemisfério norte) de Castelgandolfo.

O papa, nascido na Baviera (Alemanha) em 1927, definiu esses campos como “o inferno que se abre sobre a terra quando o homem esquece Deus e toma seu lugar, usurpando o direito de decidir que coisa é o bem e que coisa é o mal, de dar vida à morte”.

Além disso, ressaltou que este triste fenômeno não é restrito aos campos de concentração, já que estes são “a ponta culminante de uma realidade ampla e divulgada”. O papa ressaltou as divergências entre “o humanismo ateu e o humanismo cristão, uma antítese que teve lugar ao longo de toda a história, mas que, no final do segundo milênio, com o niilismo contemporâneo, chegou a um ponto crucial”.

(mais…)

Fonte: Reuters

Geleira na Suiça

Geleira na Suiça

Parece piada, mas não é:

ZURIQUE (Reuters) – Após séculos de orações para que uma geleira local parasse de se expandir, moradores de aldeias suíças agora estão tentando uma audiência com o papa Bento 16 para obter sua bênção às preces contra o aquecimento global que está causando o degelo.

Em 1678, os habitantes das aldeias alpinas de Fieschertal e Fiesch fizeram formalmente a promessa de viverem virtuosamente e rezar para deter a expansão do glacial Aletsch, o maior da Europa, que havia provocado o transbordamento de um lago, inundando suas casas.

(mais…)

Autor: Stefano

 

gazaRecado aos que acreditam nos (tele)jornais “sérios” .

“Não acredite em algo simplesmente porque ouviu. Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito. Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos. Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade. Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração. Mas depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão, e que conduz ao bem e beneficio de todos, aceite-o e viva-o.”

Buda

Assista o que o resto do mundo não viu …

(mais…)

Fonte: Veja.com
Dica do @diretordeletras e @RVangelis no Twitter.

Tirinha de Alan Sieber

Tirinha de Alan Sieber

Um canal de TV turco decidiu colocar à prova a convicção dos ateus, em uma competição cujo objetivo principal é incutir a fé nos participantes. A missão ficará a encargo de guias espirituais de quatro religiões distintas (islamismo, cristianismo, judaísmo e budismo). Eles deverão atrair para o seu rebanho pelo menos uma pessoa que, no início do programa, não acreditava em Deus. O prêmio para os convertidos será uma viagem de peregrinação ao local considerado sagrado em sua nova crença.

Penitentes Competem (Tovbekarlar Yarisiyor em turco) deverá ir ao ar em setembro pela emissora Kanal T. A cada programa, dez ateus – e consequentemente, todos os telespectadores – terão que ouvir pregações de um imã, um padre ortodoxo grego, um rabino e um monge. Segundo reportagem do jornal britânico The Guardian, uma comissão de oito teólogos deverá analisar os aspirantes ao jogo para garantir que apenas completos descrentes participem.

E para ateus que até pensam em admitir uma crença só para curtir aquelas férias em Meca (para os novos muçulmanos), Jerusalém (aos novos judeus ou cristãos) e Tibet (para os novos budistas), saibam que, após a conversão, deverão ainda ser monitorados pelos organizadores do programa. “Eles não podem ver essa viagem como férias, mas como uma experiência religiosa”, disse o vice-diretor da emissora, Ahmet Ozdemir. Acredite se quiser.

Próxima Página »