Fonte: Agencia Ecclesia

Papa Bento XVI - Foto: Reuters

Papa Bento XVI - Foto: Reuters

Bento XVI defendeu esta Quarta-feira que os líderes políticos mundiais devem perceber a “importância das religiões dentro do tecido social de cada sociedade”.

Falando no Vaticano, durante a audiência geral desta semana, o Papa saudou vários líderes religiosos presentes na Praça de São Pedro, que se reuniram em Roma para uma Conferência Internacional de diálogo Inter-religioso, promovida pela Conferência Episcopal e o governo da Itália, por ocasião da próxima cimeira do G8.

O Papa pediu aos líderes internacionais que “assegurem que as suas próprias decisões e políticas garantam e apoiem o bem comum”.

Os representantes das várias religiões debatem a agenda do encontro que reunirá em Julho os representantes das sete nações mais industrializadas e da Rússia, na cidade italiana de L’Aquila.

Depois do encontro que teve lugar no ano passado em Hokkaido (Japão), os líderes religiosos encontram-se desta vez para dar “um rosto espiritual e ético a uma Cimeira que, embora política, trata de questões que dizem respeito fundamentalmente a todo o género humano”.

Este encontro das religiões, que teve início com uma visita dos mais de cem líderes religiosos às populações de L’Aquila atingidas pelo terramoto de 6 de Abril, conclui-se esta noite com a aprovação de um documento final.

…………………………

É comprovado que, na história, tal mistura é altamente perigosa, abram os olhos.

Anúncios